Angolano outorgado como membro efectivo da Academia de Artes, Ciência e Letras do Brasil

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O professor de Didactica de História e Práticas Pedagógicas no ISCED de Luanda, há mais de dez ano, Dinis Kebanguilako, foi outorgado no dia 05 de Fevereiro deste ano, como membro efectivo da Academia de Artes, Ciência e Letras do Brasil (ACILBRAS).

Graduado em Ciências de Educação pela Universidade Agostinho Neto, para si, ser

membro efectivo de uma academia como ACILBRAS é de facto uma conquista para si e para Angola.

“A ACILBRAS é uma instituição académica e cultural que congrega vários homens e mulheres das artes, letras e académicos. Num país onde a academia é forte, várias universidades de renome na América Latina e no mundo, muitas instituições científicas e académicas de pesquisa e com uma cultura muito forte, reconhecida mundialmente, logo, fazer parte dela é sem dúvida motivo de muita satisfação”, começou por dizer à Lux.

Doutorado pela Universidade Federal da Bahia no Brasil, Dinis Kebanguilako fez parte dos dez indicados pela ACILBRAS, onde apenas quatro tomaram posse na área académica,  da diplomacia e do jornalismo.

“A sensação é de regozijo pelo reconhecimento do trabalho que temos vindo a desenvolver na academia quer em Angola e no Brasil. Todo o trabalho bem feito merece reconhecimento, esse é motivador para outros trabalhos futuros e encaro isso como recompensa”, manifestou.

O militar das Forças Armadas Angolanas e General, com posto de Brigadeiro, considera esta nomeação como grande desafio, para além da enorme responsabilidade e do nome da instituição a preservar.

“Tem agora as obrigações académicas e exigências da própria academia, isto é aumentar a investigação científica na nossa área do ensino e consequentemente publicar essas pesquisas”, avançando os projectos imediatos: “ Trabalhar numa pesquisa sobre ensino de história de África para publicação  no Brasil. Os outros objectivos é estreitar a relação entre a academia angolana com algumas universidades brasileiras com mini cursos nos dois países e acompanhamento de orientações de trabalhos académicos de mestrado e doutoramento”, concluiu o responsável.

Dinis Kebanguilako fez toda a sua formação em Angola e outra no país do Samba, é Coordenador dos Cursos de Mestrado em Ensino de História de Angola e Mestrado em Ensino de História de África no ISCED de Luanda desde 2016 e é Director de Ensino do Instituto Superior Técnico Militar do Estado Maior General das FAA (ISTM), a única Instituição Militar de Ensino Superior reconhecida no actual Sistema de Educação e Ensino em Angola.

 

SUBSCREVA HOJE

Tenha acesso às notícias dos famosos
pt_PTPortuguês
en_USEnglish pt_PTPortuguês