Timeless: “Mandoza — Rei do Kwaito”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 

Mandoza, cantor sul-africano, Mduduzi Edmund Tshabalala, conhecido rei do kwaito, um género surgido nos anos 1990 em Joanesburgo, parecido com o afro-house, mas de batida mais lenta, percussões africanas e letras declamadas.

O artista consagrado rei do Kwaito, nasceu aos 17 de Janeiro de 1978 em Zola, Soweto-África do Sul, infelizmente teve o seu falecimento no dia 18 de Setembro de 2016, em Johanesburgo, filho de Nobesuthu e Tshabalala, foi casado com Mpho Tshabalala no período de 2002 a 2016, deixou 4 filhos.

 

Mandoza e Mpho

Depois dos anos 2000 a sua carreira teve altos e baixos com polémicas em torno da dependência das drogas e um grave acidente de automóvel. Mesmo assim, Mandoza sempre foi considerado um dos maiores “ícones” da música sul-africana.

O artista aos 38 anos foi diagnosticado com cancro e realizou o tratamento, mas no início deste mês a sua mulher, Mpho, referiu que Mandoza estava em “estado grave” após terem-lhe sido descobertas metástases no cérebro — quando as células cancerígenas se espalham para outras zonas do corpo — no caso do cérebro provocam hemorragias.

Mpho sublinhou que o cantor estava “bem”, mas no último concerto em que participou, no Soweto, surgiu visivelmente fragilizado, apoiado em palco pelos amigos.

Um dos seus maiores sucessos é “Nkalakatha”, lançado há 16 anos.

O astro durante a sua trajetória arrecadou 14 prémios, tendo lançado 14 álbuns a solo no período de 1999 – 2013. Actualmente, Mandoza é uma lenda Sul-africana e continua com a titularidade de rei do Kwaito.

Por: Jones Marcos Canhoca

SUBSCREVA HOJE

Tenha acesso às notícias dos famosos
pt_PTPortuguês
en_USEnglish pt_PTPortuguês